Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte


Poli-USP promove competição para selecionar participantes da 1ª hackaton promovida pelo Vaticano

Cinco alunos selecionados na “USP na Vatican Hack” participarão de disputa, que terá com mote as ideias do Papa Francisco sobre uso de tecnologias para melhorar a vida da sociedade e o estímulo da diversidade religiosa.

Um grupo formado pela OPTIC Society, com o suporte da Lateran University, Harvard e MIT, está organizando a primeira maratona de programação a ser realizada no Vaticano, e estudantes da Universidade de São Paulo (USP) têm a chance de participar. Isso porque serão escolhidos cinco estudantes de graduação da instituição brasileira, que fará a seleção por meio da “USP na Vatican Hack”, hackaton que ocorrerá nos dias 16 e 17 de dezembro na Escola Politécnica (Poli-USP). As inscrições vão até o dia 1º de dezembro, e podem ser feitas por meio deste link.

 “Participarão do torneio 100 estudantes de 20 instituições de ensino superior ao redor do mundo. O tema já foi definido, mas será divulgado somente durante a competição, que ocorrerá nos dias 9, 10 e 11 de março do ano que vem”, explica Lucia Vilela Leite Filgueiras, docente do Departamento de Computação e Sistemas Digitais (PCS) da Poli, responsável por organizar a hackaton na USP. Os estudantes receberão apoio da instituição na qual estão matriculados para a viagem até o Vaticano e se vencedores, também terão apoio para a realização do projeto proposto.

O evento é voltado para a necessidade de resolução de problemas sociais atuais, e por isso o tema será selecionado entre três assuntos principais: combate ao desperdício, diálogo inter-religioso e migração e refugiados. Portanto, a problemática selecionada no Vaticano não será, necessariamente, a mesma da maratona a ser realizada na USP. “Toda a competição está sendo pensada de acordo com o que o Papa pensa a respeito do uso das tecnologias como ferramentas transformadoras da sociedade”, afirma a professora.

Como participar – Os alunos da USP interessados em ir para o Vaticano passarão por uma seleção que se inicia com a participação na “USP na Vatican Hack”, hackaton promovida pela Poli que conta com o apoio das unidades da Universidade FEA e FAU e que ocorrerá nos dias 16 e 17 de dezembro. Nesses dias, os grupos de cinco pessoas passarão por oficinas e treinamentos para, ao final, apresentarem uma proposta de tecnologia computacional que englobe a questão dos refugiados no mundo. Todo e evento ocorrerá no espaço Samsung Ocean USP, na Poli.

As inscrições podem ser feitas por meio deste link , individualmente ou em grupo (seja ele completo ou não), até o dia 1º de dezembro. É importante lembrar que as equipes deverão ser compostas por dois engenheiros de software, um designer, uma pessoa da área de negócios e outra de qualquer unidade da USP, todas cursando, no mínimo, o sétimo semestre. No formulário de inscrição, todos os candidatos deverão redigir um texto motivacional explicando os motivos que os fazem querer participar da Vatican Hack.

Durante a competição na USP, os estudantes serão avaliados por docentes de diversas unidades – como FAU, Poli e FEA. Depois disso, ainda passarão por mais uma etapa de entrevistas, e só depois serão selecionados para a Vatican Hack. É importante ressaltar que os cinco alunos serão escolhidos individualmente, independentemente de seus grupos e de suas colocações na hackaton do PCS.

“Levaremos em conta, para a escolha dos cinco finalistas, diversos aspectos da personalidade do participante: ele deve ter a qualificação necessária – por isso o recorte mínimo de ano cursado –, uma motivação social verdadeira, sensibilidade e conhecimento sobre as questões levantadas pelo Papa, capacidade para trabalhar em equipe”, aponta Filgueiras. A professora lembra ainda que a organização estimula que as equipes tenham diversidade religiosa.

Eles ainda receberão apoio com passagens – fornecidas pela Poli para os engenheiros de software, pela FAU para o designer, pela FEA para o alunos de negócios e pela Pró-Reitoria de Graduação para o estudante de outro curso –, alimentação e hospedagem – fornecidas pelo Vaticano – durante o evento.

 
 

Chapas de representantes discente em programas de pós e conselho (PQI) tem inscrições deferidas

Deferimento inscrições – Eleições discentes PPGEE e PQI (Conselho e CCP)

Em nome do Senhor Diretor, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, informamos o deferimento dos pedidos de inscrições:

Portaria 2229/2017 – Representação discente de pós-graduação junto ao Conselho de Departamento – CD/PQI e à Comissão de Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química – CCP/PQI:

Chapas deferidas:

Conselho de Departamento – PQI:

  • Suelen da Rocha Gomes (titular) e Tiago Mendes Ferrer (suplente).
  • Juliana Mendonça Silva de Jesus (titular) e Mariana Alves de Carvalho (suplente).

CCP – PQI:

  • Suelen da Rocha Gomes (titular) e Tiago Mendes Ferrer (suplente).

Portaria 2237/2017 – Representação discente junto à Comissão de Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica – PPGEE:

Chapa deferida:

  • Flávio Renê Miranda Pavan (titular) e Leonardo de Paula Carvalho (suplente).

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

 

Acabar com o mau cheiro do Rio Pinheiros é foco de projeto vencedor de alunos da Poli

Estudantes ganharam a primeira etapa do PIE², o Programa de Integração dos Estudantes de Engenharia, que envolve todas as unidades de Engenharia da USP, que terá uma premiação final em dezembro 

Os alunos Ana Paula Velozo, Arthur Ventura, Douglas Luan de Souza, Luis Felipe Gomes, Marcel Cavalcante e Valentin Klemens, da equipe Salus, receberam nesta sexta-feira (17/11) o prêmio de melhor projeto inscrito pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) no Programa de Integração dos Estudantes de Engenharia (PIE²), uma iniciativa do Pró-Reitoria de Graduação da USP e da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest).

O projeto escolhido como o vencedor procurou resolver a poluição e o mau cheiro do Rio Pinheiros, este segundo causado sobretudo pela decomposição da matéria orgânica presente no local. Essa decomposição é feita por bactérias anaeróbias - que sobrevivem em ambientes com baixa concentração de oxigênio.

Os integrantes do grupo selecionado explicam que essas bactérias, ao decomporem a matéria, produzem gases como o metano e o gás sulfídrico, que são a causa do cheiro desagradável que exala do Rio.

Pensando nisso, eles propuseram a adoção de um mecanismo de baixo custo, o denominado aerador venturi, para aumentar a concentração de oxigênio na água, eliminando assim as bactérias anaeróbias e aumentado a quantidade das aeróbias no local - aquelas que necessitam do oxigênio para sobreviver e que não eliminam os gases responsáveis pelo mau cheiro.

O aerador, conhecido popularmente como samuca, é muito usado em aquários para aumentar a qualidade de vida dos peixes e algas. Em uma escala maior, ele pode contribuir para a oxigenação de grandes volumes de água. O mecanismo consiste em canos ligados entre si que se utilizam da pressão da correnteza de um rio para sugar o ar do ambiente e despejá-lo na água.

Os alunos contam que a ideia é colocar cerca de 50 aeradores nos afluentes do Rio Pinheiros, para aproveitar a maior velocidade da água nesses locais, e nas pontes ao longo do rio, criando para isso reservatórios em cima delas que aproveitam a água das chuvas e a altura. Eles estimam que, com essa intervenção, seria possível injetar um volume de água aerada igual ao volume do Rio em até 20 anos.

Com relação à poluição do local, eles propuseram o monitoramento da qualidade da água e a obtenção de dados de controle, possibilitando futuras propostas complementares durante esse período.

Entrega dos prêmios - A premiação em cada unidade da USP, como essa realizada na Poli, é a primeira etapa do Programa, que premia o melhor projeto da área de Engenharia entre todos os cursos oferecidos pela universidade nos campi de São Paulo e de cidades do interior. Todos os competidores da Poli foram orientados pelos docentes Larissa Driemier e Nicola Getschko, ambos do Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos (PMR) da Escola, e organizadores da primeira fase do Programa. Agora, os finalistas se preparam para a segunda etapa da competição.

A partir de uma fotografia da Marginal Pinheiros, em São Paulo, os candidatos foram incentivados a encontrar um desafio de Engenharia contido na imagem e a propor uma solução para o mesmo em um vídeo de até três minutos. Na primeira fase, cada unidade escolheu o melhor projeto inscrito. Agora, os melhores projetos de cada unidade deverão competir entre si, e a equipe vencedora receberá apoio financeiro para a realização de um estágio no exterior no valor de US$ 1,2 mil mensais para cada membro.

Estiveram presentes para a entrega dos certificados os professores orientadores, o diretor da Poli José Roberto Castilho Piqueira, o pró-reitor de graduação Antônio Carlos Hernandes e o docente convidado José Roberto Drugowich de Felício.

Hernandes destacou o maior objetivo do Programa, pensado inicialmente com a ajuda de Felício, que é desenvolver uma relação de integração entre os Cursos de Engenharia da Universidade. “Nós temos hoje quase 12 mil alunos de Engenharia na Universidade de São Paulo. A preocupação da Pró-Reitora era a de despertar nesses alunos a concepção de unidade. Isso vai acontecer na segunda fase, da qual vocês irão participar”, afirmou.

Todos os vencedores irão se reunir para a próxima competição, que será realizada na Poli em dezembro. As equipes terão seus integrantes misturados em novos grupos para propor a solução de outra problemática, que será definida em breve. Além disso, participarão de atividades como uma visita monitorada à Escola.

Segundo Piqueira, o Programa tem uma causa nobre. “Eu sou formado pela Escola de Engenharia de São Carlos, mas sou professor da Poli e me considero politécnico. Então sei muito bem o que o que representa para uma pessoa que é de outra unidade vir estudar aqui”, afirmou. “A Escola, apesar de muito grande, me acolheu muito bem. Espero que nossos estudantes façam isso com seus colegas também”, completou.

Hernandes elogiou a qualidade de todos os projetos inscritos, mas não deixou de alertá-los sobre os desafios da próxima etapa. “Quando forem pensar no problema, é importante que enxerguem além. Com isso, eu quero dizer que é necessário não somente definir o problema e propor a solução, mas analisar se essa proposta é viável economicamente, em quanto tempo ela pode ser implementada e se de fato trará os benefícios desejados”.

Getschko complementou a fala do pró-reitor ressaltando a relevância do compromisso que o Programa possui com a integração de estudantes. “A integração entre escolas é uma coisa extremamente importante, uma vez que quanto mais heterogêneo um grupo for, maiores a chances de um projeto ser inovador”, completou.

Confira as fotos do evento em nosso álbum do Flickr.

 

Eleição para escolha dos representantes discentes de pós-graduação junto à Congregação e Comissões

Eleição para escolha dos representantes discentes de pós-graduação junto à Congregação, CPG, CPq e CBiblio

estão abertas as inscrições para a eleição dos representantes discentes de pós-graduação junto à Congregação, à Comissão de Pós-Graduação – CPG, à Comissão de Pesquisa – CPq e à Comissão de Biblioteca – Cbiblio da Escola Politécnica.

Os pedidos de inscrição deverão ser entregues até o dia 24.11.2017 no Serviço de Órgãos Colegiados e Concursos, localizado no prédio da Administração da Poli.
 

Abertas inscrições de representantes da graduação junto à Congregação, CTA e Comissões Permanentes

Estão abertas as inscrições para a eleição dos representantes discentes de graduação junto à Congregação, CTA e Comissões Permanentes da Escola Politécnica da USP.
Os formulários de inscrição deverão ser entregues até o dia 24/11/2017 no Serviço de Órgãos Colegiados e Concursos, localizado no prédio da Administração da Poli.

Portaria 2214:http://sites.poli.usp.br/org/informativos/novembro2017/Portaria2214Grad.pdf

Portaria 2216: http://sites.poli.usp.br/org/informativos/novembro2017/Portaria2216Quadrimestral.pdf

Formulários:

Quadrimestral:

http://sites.poli.usp.br/org/informativos/novembro2017/formulariodeinscricaoQuadrimestral.doc

Graduação:

http://sites.poli.usp.br/org/informativos/novembro2017/formulariodeinscricaoGraduacao.doc

 

Poli-USP realizará evento sobre experiências de pesquisadores no Doutorado Sanduíche

No dia 6 de dezembro, das 14h às 15h, o Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP (Auditório, Sala D2-15) sediará o seminário “Experiências no Doutorado Sanduíche”, que tem como objetivo apresentar relatos de alunos de pós-graduação que desenvolveram parte de seus trabalhos em universidades internacionais.

As palestras serão conduzidas pelos pesquisadores Aline Sacchi Homrich, Patricia Kuzmenko Furlan e Vinicius Chagas Brasil, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP) da EP-USP, que realizaram recentemente o Doutorado Sanduíche na Universidade de Cambridge (Inglaterra), no Politécnico de Milão (Itália) e na Universidade de Nova Iorque (EUA), respectivamente. O processo de seleção, as contribuições deste período para as pesquisas desenvolvidas e as diferenças entre as instituições e os países serão alguns dos temas abordados nas apresentações. 

O evento, organizado pela Comissão de Pesquisa do PRO, é gratuito e aberto para discentes, docentes e pesquisadores do meio acadêmico, sendo necessária inscrição prévia (link para formulário: clique aqui). Outras informações, pelo e-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

 

Deferimento inscrições de eleições discentes no Departamento de Engenharia de Produção

Deferimento inscrições – Eleições discentes PRO

Em nome do Senhor Diretor, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, informamos o deferimento dos pedidos de inscrições:

Portaria 2232/2017 – Representação discente junto ao Conselho de Departamento e à CoC do Departamento de Engenharia de Produção – PRO:

Chapa deferida:

  • Conselho: Lucas Gmeiner Alleotti (Titular) Vinícius Raza Cappeloza (Suplente);

·         CoC: Lucas Gmeiner Alleotti (Titular) Vinícius Raza Cappeloza (Suplente).

 


Página 1 de 28