Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Docentes - Em andamento

EP 017/2018 - PME - DOUTOR - ESPECIALIDADE: “MÉTODOS NUMÉRICOS E SIMULAÇÕES EM TERMOFLUIDOS”

EDITAL - EP/CONCURSOS – 017/2018

ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO DE TÍTULOS E PROVAS VISANDO O PROVIMENTO DE 01 (UM) CARGO DE PROFESSOR DOUTOR, NO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.

Concurso em 02 fases

O Diretor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, torna público a todos os interessados que, de acordo com o decidido pela Congregação em sessão de 22/02/2018, estarão abertas, pelo prazo de 90 (noventa) dias, no período de 9 horas (horário de Brasília) do dia 05/03/2018 às 16 horas (horário de Brasília) do dia 02/06/2018, as inscrições ao concurso público de títulos e provas para provimento de 01 (um) cargo de Professor Doutor, referência MS-3, em RDIDP, claro/cargo nº 1234439, com o salário de R$ 10.670,76 ao mês, junto ao Departamento de Engenharia Mecânica – PME, na especialidade “Métodos Numéricos e Simulações em Termofluído”, nos termos dos artigos 44 a 48 do Regimento Interno da Escola Politécnica, e o respectivo programa que segue:

ESPECIALIDADE: “Métodos Numéricos e Simulações em TERMOFLUIDOS”

1. Fundamentos da Termodinâmica

1.1 Introdução e conceitos fundamentais da Termodinâmica. 1.2 Substâncias puras. 1.3 Trabalho e calor. 1.4 Primeiro princípio da Termodinâmica. 1.5 Segundo princípio da Termodinâmica. 1.6 Entropia. 1.7 Irreversibilidade e Exergia. 1.8 Ciclos térmicos: motores e de refrigeração. 1.9 Relações termodinâmicas. 1.10 Misturas e soluções. 1.11 Ar úmido. 1.12 Soluções ideais. 1.13 Reações químicas. 1.14. Combustão. 1.15 Entalpia de formação e entropia absoluta. 1.16 Equilíbrio químico e de fases.

2. Fundamentos da Dinâmica dos Fluidos e dos Fenômenos de Transporte

2.1 Propriedades físicas dos fluidos. 2.2 Cinemática da partícula fluida. 2.3 Dinâmica da partícula fluida: forças de contato e de campo; fluido ideal: equações de Euler e equação de Bernoulli; fluido real: viscosidade, tensões viscosas, equações constitutivas; fluidos Newtonianos. 2.4 Formas integrais das leis fundamentais aplicadas a volumes de controle: conservação de massa, espécies químicas, quantidade de movimento e momento da quantidade de movimento. 2.5 Formas diferenciais das leis fundamentais. 2.6 Equação de Navier-Stokes, soluções analíticas das equações de Navier-Stokes. 2.7 Escoamento Potencial. 2.8 Camada Limite e Separação da Camada Limite. 2.9 Força de Arrasto: arrasto por fricção, arrasto de forma e arrasto de onda. 2.10 Turbulência: transição de escoamento laminar para turbulento, turbulência na camada limite: lei da parede, perfil logarítmico universal; tensões de Reynolds, hipótese de Boussinesq, comprimento de mistura de Prandtl; Modelagem de turbulência. 2.11 Teoria das Superfícies de Sustentação. 2.12 Transferência de calor e massa: condução, convecção, cálculo dos coeficientes de convecção; ebulição e condensação; radiação. 2.13 Escoamento compressível: escoamento unidimensional, escoamento bi-dimensional compressível; escoamento em turbinas a gás. 2.14 Métodos Numéricos em Dinâmica dos Fluidos Computacional e Transferência de Calor: álgebra linear computacional; Métodos de Diferenças Finitas, Volumes Finitos e Elementos Finitos: solução de equações parabólicas, hiperbólicas e elípticas, métodos implícitos e explícitos; fronteiras curvas e geração de malhas computacionais. 

3. Aplicações dos Fenômenos de Transporte na Captura, Estocagem e Uso de Carbono 

3.1 Introdução aos combustíveis fósseis: tipos, disponibilidade, emissões; emissões de carbono secundárias relacionadas, por exemplo, à fabricação de cimento, entre outras; classe de exemplos: fraturamento de rochas e perfuração de petróleo. 3.2. Captura de carbono:  tecnologias de combustão para geração de energia; processos supercríticos; leitos fluidizados; oxi-combustíveis, entre outros; tecnologias de captura; processos de gaseificação: gaseificação de resíduos sólidos e líquidos. 3.3. Armazenamento de carbono:  opções de armazenamento e tecnologias; sequestro em reservatórios: física de poros e engenharia de reservatórios. 3.4. Reforma do gás: oxidação parcial e outras rotas para o gás de síntese/hidrogênio; rotas para combustíveis líquidos alternativos – diesel sintético, DME, biodiesel, Gás para Líquido - GTL. 3.5. Ciclos combinados, co-geração, geração distribuída.

Programa baseado nas ementas das disciplinas:

PME3240      Termodinâmica I

PME3341      Termodinâmica II

PME3230      Mecânica dos Fluidos I

PME3330      Mecânica dos Fluidos II

PME3556      Dinâmica dos Fluidos Computacional

PME3361      Transferência de Calor e Massa

PME3442      Termodinâmica dos Escoamentos Compressíveis e Aplicações

PQI3203        Fenômenos de Transporte I

PQI3301        Fenômenos de Transporte II

PQI3303        Fenômenos de Transporte III

O concurso será regido pelo disposto no Estatuto e no Regimento Geral da Universidade de São Paulo e no Regimento da Escola Politécnica da USP:

1. Os pedidos de inscrição deverão ser feitos, exclusivamente, por meio do link https://uspdigital.usp.br/gr/admissao no período acima indicado, devendo o candidato apresentar requerimento dirigido ao Diretor da Escola Politécnica da USP, contendo dados pessoais e área de conhecimento (especialidade) do Departamento a que concorre, anexando os seguintes documentos:

I – memorial circunstanciado e comprovação dos trabalhos publicados, das atividades realizadas pertinentes ao concurso e das demais informações que permitam avaliação de seus méritos, em formato digital.

II – prova de que é portador do título de Doutor outorgado pela USP; por ela já aceito como equivalente nos termos do artigo 94, inc. I, do Regimento de Pós-Graduação (Resolução n° 7.493/2018); reconhecido pela USP; ou de validade nacional;

III – prova de quitação com o serviço militar para candidatos do sexo masculino;

IV – título de eleitor;

V – comprovante(s) de votação da última eleição, prova de pagamento da respectiva multa ou a devida justificativa.

Parágrafo primeiro: Elementos comprobatórios do memorial referido no inciso I, tais como maquetes, obras de arte ou outros materiais que não puderem ser digitalizados deverão ser apresentados até o último dia útil que antecede o início do concurso.

Parágrafo segundo: Os docentes em exercício na USP serão dispensados das exigências referidas nos incisos III e IV, desde que as tenham cumprido por ocasião de seu contrato inicial.

Parágrafo terceiro: Os candidatos estrangeiros serão dispensados das exigências dos incisos III, IV e V, devendo comprovar que se encontram em situação regular no Brasil.

Parágrafo quarto: O candidato estrangeiro aprovado no concurso e indicado para o preenchimento do cargo só poderá tomar posse se apresentar visto temporário ou permanente que faculte o exercício de atividade remunerada no Brasil.

Parágrafo quinto: No ato da inscrição, os candidatos portadores de necessidades especiais deverão apresentar solicitação para que se providenciem as condições necessárias para a realização das provas.

Parágrafo sexto: No ato da inscrição, o candidato estrangeiro poderá manifestar, por escrito, a intenção de realizar as provas na língua inglesa, nos termos do parágrafo 8º do artigo 135 do Regimento Geral da USP. Os conteúdos das provas realizadas nas línguas inglesa e portuguesa serão idênticos.

2. As inscrições serão julgadas pela Congregação da , em seu aspecto formal, publicando-se a decisão em edital.

Parágrafo único – O concurso deverá realizar-se no prazo de trinta a cento e vinte dias, a contar da data da publicação no Diário Oficial do Estado da aprovação das inscrições, de acordo com o artigo 134, parágrafo único, do Regimento Geral da USP.

3. O concurso será realizado segundo critérios objetivos, em duas fases, por meio de atribuição de notas em provas, assim divididas:

1ª fase (eliminatória) – prova escrita

2ª fase – I) julgamento do memorial com prova pública de arguição

               II) prova didática     

Parágrafo primeiro: A convocação dos inscritos para a realização das provas será publicada no Diário Oficial do Estado.

Parágrafo segundo: Os candidatos que se apresentarem depois do horário estabelecido não poderão realizar as provas.

I – Primeira fase: PROVA ESCRITA – Caráter Eliminatório

4. A prova escrita, que versará sobre assunto de ordem geral e doutrinária, será realizada de acordo com o disposto no art. 139, e seu parágrafo único, do Regimento Geral da USP.

I – a comissão julgadora organizará uma lista de dez pontos, com base no programa do concurso, e dela dará conhecimento aos candidatos vinte e quatro horas antes do sorteio do ponto, sendo vedado ao candidato renunciar a esse prazo;

II - o candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à comissão julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação;

III - sorteado o ponto, inicia-se o prazo improrrogável de cinco horas de duração da prova;

IV – durante sessenta minutos, após o sorteio, será permitida a consulta a livros, periódicos e outros documentos bibliográficos;

V – as anotações efetuadas durante o período de consulta poderão ser utilizadas no decorrer da prova, devendo ser feitas em papel rubricado pela comissão e anexadas ao texto final;

VI – a prova, que será lida em sessão pública pelo candidato, deverá ser reproduzida em cópias que serão entregues aos membros da comissão julgadora, ao se abrir a sessão;

VII – cada prova será avaliada, individualmente, pelos membros da comissão julgadora;

VIII – serão considerados habilitados para a 2ª fase os candidatos que obtiverem, da maioria dos membros da comissão julgadora, nota mínima sete;

IX – a comissão julgadora apresentará, em sessão pública, as notas recebidas pelos candidatos.

5. Participarão da segunda fase somente os candidatos aprovados na primeira fase.

II – Segunda fase: PROVA PÚBLICA DE ARGUIÇÃO E JULGAMENTO DO MEMORIAL E PROVA DIDÁTICA

PROVA PÚBLICA DE ARGUIÇÃO E JULGAMENTO DO MEMORIAL

6. O julgamento do memorial, expresso mediante nota global, incluindo arguição e avaliação, deverá refletir o mérito do candidato.

Parágrafo único – No julgamento do memorial, a comissão apreciará:

I – produção científica, literária, filosófica ou artística;

II – atividade didática universitária;

III – atividades relacionadas à prestação de serviços à comunidade;

IV – atividades profissionais ou outras, quando for o caso;

V - diplomas e outras dignidades universitárias.

PROVA DIDÁTICA

7. A prova didática será pública, com a duração mínima de quarenta e máxima de sessenta minutos, e versará sobre o programa da área de conhecimento acima mencionada, nos termos do artigo 137 do Regimento Geral da USP.

I – a comissão julgadora, com base no programa do concurso, organizará uma lista de dez pontos, da qual os candidatos tomarão conhecimento imediatamente antes do sorteio do ponto;

II - o candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à comissão julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação;

III – o sorteio do ponto será feito vinte e quatro horas antes da realização da prova didática, sendo vedado ao candidato renunciar a esse prazo;

IV – o candidato poderá utilizar o material didático que julgar necessário;

V – se o número de candidatos o exigir, eles serão divididos em grupos de, no máximo, três, observada a ordem de inscrição, para fins de sorteio e realização da prova.

JULGAMENTO DA 2ª FASE

8. Ao término da apreciação das provas, cada candidato terá de cada examinador uma nota final que será a média ponderada das notas por ele conferidas nas duas fases.

9. As notas das provas poderão variar de zero a dez, com aproximação até a primeira casa decimal.

10. A nota obtida pelo candidato aprovado na prova escrita irá compor a média final da segunda fase.

11. O resultado do concurso será proclamado pela comissão julgadora imediatamente após seu término, em sessão pública.

12. Serão considerados habilitados os candidatos que obtiverem, da maioria dos examinadores, nota final mínima sete.

13. A indicação dos candidatos será feita por examinador, segundo as notas por ele conferidas.

14. Será proposto para nomeação o candidato que obtiver o maior número de indicações da comissão julgadora.

15. A posse do candidato indicado ficará sujeita à aprovação em exame médico realizado pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado – DPME, nos termos do Artigo 47, VI da Lei nº 10.261/68.

16. A nomeação do docente aprovado no concurso, assim como as demais providências decorrentes, serão regidas pelos termos da Resolução 7271 de 2016.

17. O docente em RDIDP deverá manter vínculo empregatício exclusivo com a USP, nos termos do artigo 197 do Regimento Geral da USP.

18. O concurso terá validade imediata e será proposto para nomeação somente o candidato indicado para o cargo posto em concurso.

19. O candidato será convocado para posse pelo Diário Oficial do Estado.

Maiores informações, bem como as normas pertinentes ao concurso, encontram-se à disposição dos interessados no Serviço de Órgãos Colegiados e Concursos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, na Avenida Professor Luciano Gualberto, travessa 3, nº 380, Cidade Universitária, São Paulo / SP, ou pelo email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. "> Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. e telefones (11) 3091-5447 / 3091-5225.

 

OPENING OF APPLICATIONS FOR THE PUBLIC TENDER AND EXAMINATION OF TITLES AND OTHER EXAMS FOR THE PROVISION OF 01 (ONE) POSITION OF DOCTOR ASSISTANT PROFESSOR, IN THE DEPARTMENT OF MECHANICAL ENGINEERING OF THE POLYTECHNIC COLLEGE OF THE UNIVERSITY OF SÃO PAULO.

 

Examination in 02 phases

 

The Dean of the Polytechnic College of the University of São Paulo, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, hereby informs all those interested, as decided by the Congregation in session which was held on the 22th of February of 2018, that applications will be open for a period of 90 (ninety) days, starting at 9AM (Brasilia time) of the 5th March 2018 to 4PM (Brasília time) on the 2nd of June of 2018, to the public tender and examination of titles and other exams to fill 01 (one) position of Doctor Assistant Professor, reference MS-3, in RDIDP, of post # 1234439, with the salary of R $ 10,670.76 per month (13 gross salaries per year),  with the Department of Mechanical Engineering - PME, in the specialty "Numerical Methods and Simulations in Thermofluids", in agreement to articles 44 to 48 of the Internal Regulation of the Polytechnic College, and the respective program that follows:

AREA OF STUDY: “NUMERICAL METHODS AND SIMULATIONS IN THERMOFLUIDS”

1. Fundaments in Thermodynamics

1.1 Introduction and fundamental concepts of thermodynamics. 1.2 Pure substances. 1.3 Work and heat. 1.4 First principle of thermodynamics. 1.5 Second Principle of Thermodynamics. 1.6 Entropy. 1.7 Irreversibility and Exergy. 1.8 Thermal cycles: engines and cooling. 1.9 Thermodynamic relations. 1.10 Mixtures and solutions. 1.11 Moist air. 1.12 Ideal solutions. 1.13 Chemical reactions. 1.14. Combustion. 1.15 Reaction entropy. 1.16 Chemical and phase equilibrium.

2. Fundamentals of Fluid Dynamics and Transport Phenomena

2.1 Physical properties of fluids. 2.2 Kinematics of the fluid particle. 2.3 Dynamics of the fluid particle: contact and field forces; ideal fluid: Euler equations and Bernoulli equation; real fluid: viscosity, viscous stresses, constitutive equations; Newtonian fluids. 2.4 Integral forms of fundamental laws applied to control volumes: conservation of mass, chemical species, momentum and moment of momentum. 2.5 Differential forms of fundamental laws. 2.6 Navier-Stokes equations, analytical solutions of the Navier-Stokes equations. 2.7 Potential Flow. 2.8 Boundary Layer and Boundary Layer Separation. 2.9 Drag Force: skin friction drag, form drag, wave drag. 2.10 Turbulence: transition from laminar flow to turbulent, boundary layer turbulence: wall law, universal logarithmic profile; Reynolds tensions, Boussinesq hypothesis, Prandtl’s mixing length; Turbulence modeling. 2.11 Lift line theory. 2.12 Heat and mass transfer: conduction, convection, calculation of convective coefficients; boiling and condensation; radiation. 2.13 Compressible flow: one-dimensional flow, compressible two-dimensional flow; flow in gas turbines. 2.14 Numerical Methods in Computational Fluid Dynamics and Heat Transfer: computational linear algebra; Methods of Finite Differences, Finite Volumes and Finite Elements: solution of parabolic, hyperbolic and elliptic equations, implicit and explicit methods; boundaries with curvature and generation of computational meshes.

3. Applications of Transport Phenomena in Carbon Capture, Storage and Use

3.1 Introduction to fossil fuels: types, availability, emissions; topics related to secondary carbon emissions, for example, to the manufacture of cement, among others; examples: rock fracturing and oil drilling. 3.2. Carbon capture: combustion technologies for power generation; supercritical processes; fluidised beds; oxy-fuels, among others; capture technologies; gasification processes: gasification of solid and liquid waste. 3.3. Carbon storage: storage options and technologies; CO2 storage in reservoirs: pore physics and reservoir engineering. 3.4. Gas reform: partial oxidation and other routes to the synthesis gas/hydrogen; routes for alternative liquid fuels - synthetic diesel, DME, biodiesel, Gas for Liquid - GTL. 3.5. Combined cycles, cogeneration, distributed generation.

Programmes based on the syllabus of the disciplines:

PME3240 Thermodynamics I

PME3341 Thermodynamics II

PME3230 Fluid Mechanics I

PME3330 Fluid Mechanics II

PME3556 Computational Fluid Dynamics

PME3361 Heat and Mass Transfer

PME3442 Compressible Flow Thermodynamics and Applications

PQI3203 Transport Phenomena I

PQI3301 Transport Phenomena II

PQI3303 Transport Phenomena III

The public tender will be governed by the provisions of the Statute and the General Rules of the University of São Paulo (USP) and the Rules of the Polytechnic College of USP:

1. Applications must be made exclusively through the link https://uspdigital.usp.br/gr/admissao in the period indicated above, and the candidate must submit an application addressed to the Director of the Polytechnic College of USP, containing personal data and area of expertise (specialty) of the Department to which it competes, attaching the following documents:

I - detailed Curriculum Vitae and proof of the published works, of the activities carried out pertinent to the public tender and other information that allows the evaluation of her/his merits, in digital format.

II - proof that he holds the title of PhD or Doctorate in Science or Engineering granted by USP, recognized by it or of national validity;

III - proof of discharge with military service for male candidates;

IV - voter's title;

V - voucher (s) of the last election, proof of payment of the respective fine or justification.

First paragraph: Proof elements of the Curriculum Vitae referred to in item I, such as models, works of art or other materials that cannot be digitized, shall be presented until the last working day preceding the beginning of the public examination.

Second Paragraph: Faculty Members holding positions at USP shall be exempt from the requirements referred to in items III and IV, provided that they have complied with them during their initial contract.

Paragraph Three: Foreign candidates shall be exempt from the requirements of items III, IV and V, and shall prove that they are in a regular situation in Brazil.

Paragraph Four: The foreign candidate approved in the public examination and indicated to the position can only be hired if he presents a temporary or permanent Visa that provides the exercise of remunerated activity in Brazil.

Fifth Paragraph: At the time of registration, applicants with special needs must submit a request to provide the necessary conditions for the performance of the exams.

Sixth Paragraph: At the time of registration, the foreign candidate may express in writing the intention to carry out the exams in the English language, in accordance with paragraph 8 of Article 135 of the General Rules of USP. The contents of the exams carried out in English and Portuguese will be identical.

2. The applications will be judged by the Congregation of the Polytechnic College of the University of São Paulo, in its formal aspect, publishing the decision in a written document.

Sole paragraph - The public examination shall be held within thirty to one hundred and twenty days, from the date of publication in the Official Gazette of the State of approval of the inscriptions, in accordance with article 134, sole paragraph, of the General Rules of USP.

3. The competition shall be carried out in accordance with objective criteria, in two stages, by means of the awarding of test scores, divided as follows:

1st phase (eliminatory) - written exam 

2nd phase:

I) Curriculum Vitae with public evidence of argument

II) Didactic Exam

First Paragraph: The convocation for the examination of those who applied for the position will be published in the Official State Gazette.

Second Paragraph: Candidates who are not present on the published dates will not be able to take the exams in other dates. 

 

I - First phase: WRITTEN EXAM - Elimination character

 

4. The written test, which will deal with matters of general and doctrinal order, will be carried out in accordance with the provisions of art. 139, and its sole paragraph, of the General Rules of USP.

I - the judging committee will organize a list of ten points, based on the program of the public examination, and will inform the candidates twenty-four hours before the draw of the point, being forbidden the candidate to waive this period;

II - the candidate may propose the substitution of points, immediately after taking awareness of their statements, if she/he understands that they do not belong to the program of the public examination, being the responsibility of the judging committee to decide, on the plan, on the merits of the claim;

III - Once the point has been drawn, the non-extendable period of five hours of the exam begins;

IV - for 60 minutes, after the draw, it will be allowed to consult books, periodicals and other bibliographical documents;

V - the notes made during the consultation period may be used during the exam, and should be made on paper signed by the committee and attached to the final text;

VI - the evidence, which will be read in public session by the candidate, must be reproduced in copies that will be delivered to the members of the judging committee, when the session is opened;

VII - each event will be evaluated, individually, by the members of the judging committee;

VIII - will be considered qualified for the 2nd phase candidates who obtain, from the majority of the members of the judging committee, a minimum score of seven;

IX - the judging committee will present, in public session, the grades received by the candidates.

VIII - will be considered qualified for the 2nd phase candidates who obtain, from the majority of the members of the judging committee, a minimum score of seven;

IX - the judging committee will present, in public session, the grades received by the candidates.

 

5. Only the successful candidates in the first phase will participate in the second phase.

II - Second phase: PUBLIC EXAM OF ARGUITION AND JUDGMENT OF CURRICULUM VITAE AND DIDACTIC EXAM

PUBLIC EXAM OF ARGUITION AND JUDGMENT OF CURRICULUM VITAE

6. The judgment of the curriculum vitae, expressed by a global grade, including judgment and evaluation, shall reflect the merits of the candidate.

Sole paragraph - At the exam of curriculum vitae, the commission shall appreciate:

I - scientific, literary, philosophical or artistic production;

II - university didactic activity;

III - activities related to the provision of services to the community;

IV - professional or other activities, when applicable;

V - diplomas and other university dignitaries.

 

DIDACTIC EXAM

7. The didactic exam will be public, with a minimum duration of forty and a maximum of sixty minutes, and will cover the program of the area of knowledge mentioned above, according to the terms of article 137 of the General Rules of USP.

 

I - the judging committee, based on the public examination program, will organize a list of ten points, from which the candidates will know immediately before the draw of the point;

II - the candidate may propose the substitution of points, immediately after learning those points mentioned in I, if she/he understands that they do not belong to the program of the public examination, being the responsibility of the judging committee to decide, the validity of the claim;

III - the draw of the point will be done twenty four hours before the didactic exam, being forbidden to the candidate to waive this term;

IV - the candidate can use the didactic material that he deems necessary;

V - if the number of candidates requires it, they will be divided into groups of a maximum of three, observing the order of registration, for the purposes of drawing lots and conducting the exam.

SECOND PHASE EXAM

8. At the end of the assessment of the exams, each candidate will have from each examiner a final grade that will be the average of the grades awarded by her/him in both phases.

9. Exam grades may range from zero to ten to the first decimal place.

10. The grades obtained by the candidate approved in the written exam will compose the final average of the second phase.

11. The result of the public tender will be proclaimed by the judging committee immediately after its end, in public session.

12. Candidates who have obtained a minimum average grade of seven from the majority of examiners will be considered qualified.

13. The candidates qualified shall be nominated by each examiner, according to the grades awarded by her/him.

14. The candidate who obtains the highest number of nominations from the judging committee shall be nominated for the position.

15. The indication for the position of the named candidate shall be subject to the approval of a medical examination carried out by the Department of Medical Expertise of the State - DPME, pursuant to Article 47, VI of Law 10261/68.

16. The appointment of the candidate approved in the public tender, as well as the other resulting measures, shall be governed by the terms of Resolution 7271 of 2016.

17. The appointed faculty member in RDIDP shall maintain exclusive employment relation with USP, pursuant to Article 197 of the General Rules of USP.

18. The public tender will be valid immediately and only the candidate indicated for the position described above will be appointed.

19. The candidate will be summoned for the position by the Official State Gazette.

Further information, as well as the rules pertinent to the public tender, are available to those interested at the Collegiate Department of the Polytechnic College of the University of São Paulo, located at Avenida Professor Luciano Gualberto, travessa 3, nº 380, Cidade Universitária, São Paulo / SP, or by email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. and telephones (55 11) 3091-5447 / 3091-5225.


 

EDITAL EP - 081/2017 - LIVRE DOCENTE - FEVEREIRO 2018

REPUBLICAÇÃO DA ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO DE TÍTULOS E PROVAS VISANDO A OBTENÇÃO DO TÍTULO DE LIVRE-DOCENTE, NOS DIVERSOS DEPARTAMENTOS DA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.

EDITAL- EP/Concursos – 081/2017

O Diretor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, torna público a todos os interessados que, conforme estabelecido nos artigos 56 e 57 do Regimento Interno da Escola Politécnica, faz saber que estarão abertas as inscrições, no período de 15/02/2018 a 01/03/2018, nas seguintes especialidades ou áreas:

Departamento de Engenharia de Construção Civil - PCC:

  1. Tecnologia e Gestão da Produção na Construção Civil.
  2. Engenharia de Sistemas Prediais.
  3. Materiais e Componentes de Construção Civil.
  4. Real Estate.
  5. Planejamento e Engenharia Urbanos.
  6. Tecnologia Computacional para Construção Civil.

Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica - PEF:

1. Teoria das Estruturas;

2. Mecânica dos Sólidos Deformáveis;

3. Projeto e Métodos Construtivos de Estruturas;

4.Estruturas Correntes, Projeto e Materiais Estruturais;

5. Geomecânica;

6. Fundações e Escavações;

7. Obras de Terra e Geotecnia Ambiental.

Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas - PEA:

  1. Sistemas de Potência.
  2. Instrumentação e Sensores a Fibras Ópticas para Medição, Proteção e Automação de Sistemas Elétricos de Potência.
  3. Energia Elétrica.
  4. Eletrônica de Potência.
  5. Distribuição de Energia Elétrica.
  6. Automação de Processos Industriais.
  7. Elementos Finitos Aplicados a Máquinas Elétricas.
  8. Conversão Eletromecânica de Energia e Máquinas Elétricas.
  9. Proteção de Sistemas Elétricos de Potência.

10. Compatibilidade Eletromagnética.

Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais - PCS:

  1. Arquitetura de Computadores.
  2. Automação e Sistemas Convergentes.
  3. Confiabilidade e Segurança.
  4. Engenharia de Software e Banco de Dados.
  5. Fundamentos da Engenharia de Computação.
  6. Inteligência Artificial.
  7. Redes de Computadores.
  8. Tecnologia da Informação Aplicada ao Agronegócio, ao Ambiente e à Biodiversidade.
  9. Tecnologias Interativas.

Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental - PHA:

1.  Obras Hidráulicas Fluviais e Marítimas.

2.  Hidráulica Ambiental.

3.  Recursos Hídricos.

4.  Saneamento.

5.  Engenharia Ambiental e de Recursos Hídricos.

  1. Engenharia Ambiental.
  2. Saneamento Ambiental.
  3. Gestão Ambiental.

10. Poluição Ambiental.

 

Departamento de Engenharia Mecânica - PME:

  1. Mecânica dos Fluidos.
  2. Controle de Sistemas Dinâmicos.
  3. Dinâmica e Vibrações.
  4. Mecânica das Estruturas.
  5. Projeto e Análise de Estruturas Mecânicas.
  6. Comportamento e Seleção de Materiais para Engenharia Mecânica.
  7. Termodinâmica e Transferência de Calor e Massa.
  8. Máquinas e Sistemas Térmicos.
  9. Biomecânica.

 

Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo - PMI:

  1. Economia Mineral e Pesquisa Mineral.
  2. Engenharia Ambiental Aplicada à Mineração.
  3. Lavra de Minas.
  4. Mecânica de Rochas Aplicadas à Mineração e Abertura de Vias Subterrâneas.
  5. Tratamento de Minérios.
  6. Caracterização Tecnológica
  7. Recursos Minerais Energéticos

Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos - PMR:

  1. Processos de Fabricação.
  2. Automação da Manufatura e Robótica.
  3. Métodos Computacionais Aplicados à Automação Industrial e Robótica.
  4. Engenharia Mecatrônica.
  5. Mecânica Computacional Aplicada à Engenharia Mecatrônica.

Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais - PMT:

1. Materiais Poliméricos.

2. Materiais Metálicos.

3. Materiais Cerâmicos.

4. Processos de Metalurgia Extrativa.

5. Processos de Conformação.

Departamento de Engenharia Naval e Oceânica - PNV:

1.  Projeto do Navio.

2.  Hidrodinâmica de Sistemas Navais e Oceânicos.

3. Tecnologia de Construção Naval.

4.  Estruturas Navais.

5.  Máquinas Marítimas e Controle de Sistemas Oceânicos.

6. Transportes Marítimo e Fluvial, Planejamento Portuário e Logística.

Departamento de Engenharia Química - PQI:

  1. Análise, Simulação e Controle de Processos Químicos.
  2. Engenharia de Alimentos.
  3. Engenharia Bioquímica.
  4. Eletroquímica e Corrosão.
  5. Fenômenos de Transporte.
  6. Engenharia de Reações Químicas.
  7. Separações Térmicas e Mecânicas.
  8. Termodinâmica Química.

Departamento de Engenharia de Produção - PRO:

  1. Trabalho, Tecnologia e Organização.
  2. Gestão de Operações e Logística.
  3. Gestão da Tecnologia da Informação.
  4. Qualidade e Engenharia do Produto.
  5. Economia da Produção e Engenharia Financeira.

Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos - PSI:

  1. Circuitos e Sistemas.
  2. Materiais e Processos para Micro e Nanossistemas.
  3. Meios Eletrônicos Interativos.
  4. Metodologias de Projeto de Sistemas Digitais Integrados.
  5. Micro e Nanodispositivos.
  6. Microondas e Optoeletrônica.
  7. Neurocomputação Eletrônica e Sistemas Adaptativos.
  8. Processamento de Sinais.
  9. Processamento e Análise de Imagens.
  10. Projeto de Circuitos Integrados.
  11. Sistemas Eletrônicos para Computação Ubíqua.
  12. Microondas e Ondas Milimétricas

Departamento de Engenharia de Telecomunicações e Controle - PTC:

1. Controle e Automação;

2. Telecomunicações;

3. Engenharia Biomédica;

4. Eletromagnetismo Aplicado a Telecomunicações;

5. Processamento e Análise Digital de Sinais.

Departamento de Engenharia de Transportes - PTR:

1. Infraestrutura de Transportes – Sub-área: Projeto de Vias de Transportes.

2. Planejamento e Operação de Transportes – Sub-área: Logística e Sistemas de Transporte.

3. Aquisição, Tratamento e Uso de Informações Espaciais – Sub-Área: Geoprocessamento Aplicado à Engenharia.

4. Infraestrutura de Transportes – Sub-área: Projeto e construção de pavimentos.

5. Aquisição, Tratamento e Uso de Informações Espaciais – Sub-área: Topografia, Geodésia e Cartografia Aplicadas à  Engenharia.

  1. Planejamento e Operação de Transportes – Sub-área: Transporte Urbano.

INSCRIÇÕES E DOCUMENTOS

1. As inscrições serão feitas no Serviço de Órgãos Colegiados e Concursos da Escola Politécnica da USP, de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 9 às 11 ou das 14 às 16 horas, na Avenida Professor Luciano Gualberto, 380 - Travessa 3 – Edifício Engenheiro Mário Covas Júnior - térreo, e no ato da inscrição o candidato assinará um requerimento dirigido ao Diretor da Escola Politécnica (formulário a ser preenchido no Serviço de Órgãos Colegiados e Concursos), acompanhado dos seguintes documentos:

I - Memorial circunstanciado e comprovação dos trabalhos publicados, das atividades realizadas pertinentes ao concurso e das demais informações que permitam avaliação de seus méritos, em formato digital;

II - Prova de quitação com o serviço militar para candidatos de sexo masculino (cópia simples);

III - Título de eleitor e comprovante de votação da última eleição, prova de pagamento da respectiva multa ou a devida justificativa (cópia simples);

IV – RG ou, no caso de candidato estrangeiro, RNE ou passaporte (cópia simples);

V - Prova de que é portador do título de Doutor, outorgado pela USP, por ela reconhecido, ou de validade nacional (cópia simples);

VI - Tese original ou texto que sistematize criticamente a obra do candidato ou parte dela, em formato digital.

VII – Elementos comprobatórios do memorial referido no inciso I, tais como maquetes, obras de arte ou outros materiais que não puderem ser digitalizados deverão ser apresentados até o último dia útil que antecede o início do concurso. 

Parágrafo 1º – No memorial, o candidato deverá salientar o conjunto de suas atividades didáticas e contribuições para o ensino.

Parágrafo 2º - Os docentes em exercício na USP serão dispensados das exigências referidas nos incisos II, III e IV, desde que as tenham cumprido por ocasião de seu contrato inicial.

Parágrafo 3º - Os candidatos estrangeiros serão dispensados das exigências dos incisos II e III, devendo apresentar cópia de visto temporário ou permanente, que faculte o exercício de atividade remunerada no Brasil.

1.1. Inscrições realizadas por terceiros serão aceitas mediante apresentação de procuração assinada pelo candidato, com firma reconhecida em cartório acompanhada de RG do procurador e cópias simples de todos os documentos do candidato.

1.2. Não serão recebidas inscrições pelo correio e Internet;

2. As inscrições serão julgadas pela Congregação, em seu aspecto formal, publicando-se a decisão, no Diário Oficial do Estado.

2.1. O candidato poderá acessar a informação de aceitação ou não de inscrição no site da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (jornal do Diário Oficial do Estado) www.imesp.com.br.

PROVAS:

3. O concurso deverá ser realizado no prazo máximo de cento e vinte dias, após a aprovação das inscrições. A contagem será a partir da publicação no Diário Oficial do Estado.

3.1. A agenda dos trabalhos será elaborada pela Comissão Julgadora no primeiro dia do certame e os candidatos receberão cópia da mesma.

3.2. O Concurso terá as seguintes provas:

I – prova escrita;

II – defesa de tese ou de texto que sistematize criticamente a obra do candidato ou parte dela;

III – julgamento do memorial com prova pública da arguição;

IV – avaliação didática;

V – prova prática, de acordo com o artigo 167, parágrafo único do Regimento Geral da Universidade de São Paulo.

PROVA ESCRITA

A prova escrita, que versará sobre assunto de ordem geral e doutrinária, será realizada de acordo com o disposto no art. 139 e seu parágrafo único do Regimento Geral da USP a seguir:

I - a Comissão organizará uma lista de dez pontos, com base no programa de concurso e dela dará conhecimento aos candidatos, vinte e quatro horas antes do sorteio do ponto;

II - sorteado o ponto, inicia-se o prazo improrrogável de cinco horas de duração da prova;

III - durante sessenta minutos, após o sorteio, será permitida a consulta a livros, periódicos e outros documentos bibliográficos;

IV - as anotações efetuadas durante o período de consulta poderão ser utilizadas no decorrer da prova, devendo ser feitas em papel rubricado pela Comissão e anexadas ao texto final;

V - a prova, que será lida em sessão pública pelo candidato, deverá ser reproduzida em cópias que serão entregues aos membros da Comissão Julgadora, ao se abrir a sessão;

VI - cada prova será avaliada pelos membros da Comissão Julgadora, individualmente. Após seu julgamento, as cópias das provas deverão ser entregues ao Serviço de Órgãos Colegiados e Concursos para serem incineradas.

Parágrafo Único - O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à Comissão Julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação.

O candidato poderá usar computador nesta prova, a critério da Comissão Julgadora do Concurso. A CPU será verificada, conforme determina a Circ.SG/Co/70, de 5/09/2001, e documento aprovado pela Egrégia Congregação em 28/02/2002.

DEFESA DA TESE OU TEXTO

Na defesa pública de tese ou de texto elaborado (redigido em português), os examinadores levarão em conta o valor intrínseco do trabalho, o domínio do assunto abordado, bem como a contribuição original do candidato na área de conhecimento pertinente.

Na defesa pública de tese ou de texto serão obedecidas as seguintes normas:

I - a tese ou texto será enviado a cada membro da Comissão Julgadora, pelo menos trinta dias antes da realização da prova;

II - a duração da arguição não excederá de trinta minutos por examinador, cabendo ao candidato igual prazo para a resposta;

III - havendo concordância entre o examinador e o candidato, poderá ser estabelecido o diálogo entre ambos, observado o prazo global de sessenta minutos.

JULGAMENTO DO MEMORIAL

O julgamento do memorial e a avaliação da prova pública de arguição serão expressos mediante nota global, atribuída após a arguição de todos os candidatos, devendo refletir o desempenho na arguição, bem como o mérito dos candidatos.

Parágrafo Primeiro - O mérito dos candidatos será julgado com base no conjunto de suas atividades, que poderão compreender:

I - produção científica, literária, filosófica ou artística;

II - atividade didática;

III - atividades de formação e orientação de discípulos;

IV - atividades relacionadas à prestação de serviços à comunidade;

V - atividades profissionais, ou outras, quando for o caso;

VI - diplomas e outras dignidades universitárias.

Parágrafo Segundo - A Comissão Julgadora considerará, de preferência, os títulos obtidos, os trabalhos e demais atividades realizadas após a obtenção do grau de doutor.

AVALIAÇÃO DIDÁTICA

A prova de avaliação didática destina-se a verificar a capacidade de organização, a produção ou o desempenho didático do candidato em sessão pública:

I - a Comissão Julgadora organizará uma lista de dez pontos com base no programa do concurso;

II - a Comissão Julgadora dará conhecimento dessa lista ao candidato, imediatamente antes do sorteio do ponto;

III – a realização da prova far-se-á vinte e quatro horas após o sorteio do ponto;

IV – o candidato poderá utilizar o material didático que julgar necessário;

V – a duração mínima da prova será de quarenta minutos e a máxima de sessenta (em nível de Pós-Graduação);

O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à Comissão Julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação.

Cada membro da Comissão Julgadora poderá formular perguntas sobre a aula ministrada, não podendo ultrapassar o prazo de quinze minutos, assegurado ao candidato igual tempo para resposta.

PROVA PRÁTICA

A prova prática consistirá em trabalho de projeto, ou trabalho experimental ou estudo de caso, reger-se-á pelas seguintes normas:

I – A Comissão Julgadora elaborará uma lista de no mínimo cinco temas, com base no programa do concurso, para subsequente sorteio, dando-se conhecimento aos candidatos antes do início da prova;

II - O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à Comissão Julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação;

III – A prova terá duração máxima de 5 horas, contadas a partir do instante em que o candidato receber as especificações do trabalho a ser realizado, sendo livre a consulta à documentação desejada;

IV – Se o número de candidatos o exigir, eles serão divididos em grupos, observada a ordem de inscrição para fim de sorteio e realização da prova;

V – Os temas de natureza experimental devem ser compatíveis com os recursos disponíveis no Departamento;

VI – Na prova prática é permitida a utilização de computador, sujeita a explícita anuência da Comissão Julgadora, que deverá examinar o equipamento antes da realização da prova.

RESULTADO FINAL DO CONCURSO

  1. O resultado do concurso será imediatamente proclamado pela Comissão Julgadora, em sessão pública.

4.1.    Serão considerados habilitados os candidatos que alcançarem da maioria dos examinadores, nota final mínima sete.

4.2.    A Comissão Julgadora elaborará relatório final circunstanciado sobre o desempenho dos candidatos, justificando as notas.

COMISSÃO JULGADORA

5. A Comissão Julgadora será constituída por cinco professores, de nível igual ou superior ao do associado, indicados pela Congregação, por proposta do Conselho do Departamento, dos quais no mínimo um e no máximo dois da própria Unidade.

5.1. Assegurada à presença de no mínimo três membros estranhos à Unidade, para a composição das comissões Julgadoras do concurso de Livre-Docência, poderá ser indicado um docente aposentado da própria Unidade.

PROGRAMAS:

6. Os programas elaborados pelos Departamentos, bem como outras informações serão fornecidas no local de inscrição ou através de e-mail.

Informações e normas pertinentes ao concurso acesse o site www.usp.br/normas (Regimento Geral da USP);

Informações dos editais publicados acesse o site www.imesp.com.br

Contatos: e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.