Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Início Comunicação Notícias Futuros engenheiros se reúnem em Santos para propor soluções para problemas de municípios

Futuros engenheiros se reúnem em Santos para propor soluções para problemas de municípios

Em evento internacional promovido pela Poli-USP, estudantes de diferentes nacionalidades desenvolverão projetos para resolver gargalos das cidades

A solução de problemas enfrentados por municípios brasileiros passa pelo desenvolvimento de tecnologias, soluções inovadoras. Esta é a proposta do Encontro Internacional para Liderança na  Engenharia (EILE), promovido por alunos da Escola Politécnica da USP (Poli-USP), e que será realizado de 4 a 10 de setembro, em Santos. A segunda edição do evento irá reunir 48 estudantes brasileiros e estrangeiros para uma semana de imersão em palestras e debates com especialistas, com o tema Cidades do Futuro. Ao final da semana, as equipes formadas apresentarão um projeto inovador que pode receber um investimento de até R$ 15 mil, e será desenvolvido ao longo dos próximos três meses.

Na primeira etapa, os participantes passarão uma semana na cidade santista, onde a Escola Politécnica sedia o curso de Engenharia de Petróleo. O conteúdo da etapa de imersão vai desde urbanismo e transporte até a utilização de Big Data e inovações em educação. O foco dos organizadores desta edição é fomentar projetos que tenham viabilidade e impacto na sociedade. Para que as equipes possam fazer propostas que tenham essas características como prioridade, eles fizeram uma parceria com as prefeituras das cidades de Santos e São Carlos, que apresentarão aos estudantes seus gargalos de desenvolvimento. Desta maneira, os coordenadores do evento pretendem aproximar as soluções geradas de uma possível implementação nas cidades.

Neste sentido, o evento dá as condições para que surjam propostas inovadoras para as cidades, partindo daqueles que serão os futuros profissionais e gestores de empresas e instituições públicas. “Por meio do EILE, propomos uma aproximação entre a academia, poder público e iniciativa privada. Essa união dá as condições para que surjam propostas inovadoras para as cidades, partindo daqueles que serão os futuros profissionais e gestores de empresas e instituições públicas. A participação de alunos de diversas partes do mundo traz uma visão ampla e multicultural que agrega muito na elaboração de soluções.

Detalhes sobre o EILE - Fundado em 2016 pelo Grêmio Politécnico, o Encontro Internacional para Liderança na Engenharia é um programa anual que visa estimular o desenvolvimento de soluções inovadoras para os problemas enfrentados pelas cidades brasileiras, por meio da reunião de estudantes de  engenharia, tanto da graduação como de pós-graduação, de diferentes nacionalidades e de universidades de todo o mundo. O programa é divido em três etapas: uma semana de atividades em Santos; três meses de elaboração dos projetos; e seis meses para o desenvolvimento do melhor projeto.

Na Baixada, os alunos serão hospedados em um hotel e, imersos em um ambiente estimulante, assistirão diversas palestras e painéis voltados para o tema do evento: Cidade do Futuro. Durante a semana, os participantes deverão se dividir em seis grupos, compostos por brasileiros e estrangeiros. Esses grupos realizarão diversas reuniões internas, em que serão discutidos os temas apresentados nos painéis, e terão que escolher um problema urbano para desenvolver uma solução.

Após essa semana em Santos, começará a segunda etapa do Encontro. Entre os meses de setembro e dezembro de 2017, os grupos irão realizar diversas pesquisas e desenvolver uma solução para o problema que estão enfrentando. Nesta etapa, os grupos contarão com o suporte de professores da Escola Politécnica e de outras unidades da USP. Ao final desses três meses, cada grupo apresenta a solução proposta a uma comissão avaliadora, que julgará os projetos em três aspectos: viabilidade de implementação, impacto na sociedade e inovação. O melhor deles receberá como prêmio um aporte financeiro de R$ 15 mil para que, entre os meses de março e agosto de 2018, o projeto possa ser desenvolvido pela equipe.

Atendimento à imprensa

Amanda Rabelo

Jornalista-Escola Politécnica da USP

(11)3091-5295/(13)3229-2799

(13) 997155-7518